PACHIRA AQUATICA

FAMILIA DAS MALVACEAS

 

 Flor

Fruto e Sementes 

 

 

NOMENCLATURA E SIGNIFICADO: MINGUBA vem do Tupi e significa “arvore dos frutos com fusos negros” isso porque os frutos têm sulcos no sentido do comprimento, que são felpudos, ferrugentos e escuros. Também recebe os seguintes nomes: Cacau falso, Castanhola, Embiratanha, e Mamorana preta. EM MINHA COLEÇÃO TENHO TAMBÉM A MINGUBA DE FLOR VERMELHA (PACHIRA INSIGNIS) QUE PODE SER CULTIVADA SEGUINDO AS MESMAS RECOMENDAÇÕES ABAIXO.

 

ORIGEM: Nativa dos estuários das margens inundáveis dos rios da Amazônia, ocorrendo desde o estado da Amazônia até o estado do Maranhão, Brasil. Também ocorre nas Guianas e Antilhas. Mais informações no link: http://reflora.jbrj.gov.br/jabot/listaBrasil/ConsultaPublicaUC/BemVindoConsultaPublicaConsultar.do

 

CARACTERISTICAS: Arvore frondosa, crescendo de 7 a 14 metros, com fuste (tronco) curto, de cor pardacenta, com estrias marrons, seguida de numerosos ramos e galhos que formam a copa. A folha é digitada (com forma de mão ou dedos), compostas de 4 a 6 folíolos com base dilatada e ápice lanceolado (em forma de lança), de textura cartácea (como cartolina), medindo 15 cm a 20 cm de comprimento, sob pecíolo ou hastes de 8 cm a 24 cm de comprimento e margem lisa. As flores são grandes, vistosas e isoladas nas extremidades dos ramos, com cálice (invólucro externo) inteiro, com forma cônica. A corola (invólucro interno) com forma tubular antes de se abrir, de cor verde castanha, com 5 pétalas oblongas (mais longa que larga) medindo de 25 cm a 30 cm de comprimento por até 1,4 cm de largura e bastante recurvadas tão logo que se abrem, demonstrando sua coloração amarela-creme de seu interior. Os frutos são cápsulas deiscentes (que se abrem naturalmente) de formato oblongo (mais longa do que larga) medindo 10 a 12 cm de diâmetro por 20 a 30 cm de comprimento, com casca castanho-ferruginea e tomentosa (coberta de lanugem).

 

DICAS DE CULTIVO: Planta de origem tropical, mais que se adapta ao clima subtropical, podendo resistir bem a seca de até 5 meses e a geadas de até – 3 grau, embora perda todas as folhas, rebrotando depois. Pode ser cultivada em todo o Brasil, em qualquer altitude; adapta-se a qualquer tipo de solo, preferencialmente os bastante úmidos e brejosos, ou em terrenos sujeitos a inundações na beira de rios. Pode ser plantada a pleno sol ou em reflorestamentos mistos.

 

MUDAS: As sementes são grandes, meio angulosas, de coloração marrom escuro e com estrias no sentido longitudinal, medem cerca de 3 cm de diâmetro, e são envolvidas por uma fina penugem esbranquiçada. Elas germinam facilmente num período de 10 a 20 dias. Recomendo que sejam plantadas diretamente em sacos individuais contendo substrato organo areoso. As mudas atingem 35 cm com 5 meses após a germinação. Formar as mudas em pleno sol. A frutificação inicia-se com 2 a 4 anos, dependendo do solo e tratos culturais. Também pode ser facilmente propagada por estacas de galhos lenhosos e maduros.

 

PLANTANDO: No pomar planta-se num espaçamento de 6 x 6 m. após o plantio irrigar com 10 l de água por semana nos primeiros 2 meses. As covas devem ter 50 cm nas três dimensões e convém adicionar aos 30 cm da superfície 8 kg de matéria orgânica bem curtida, 500 g de cinzas, 200 g de torta de mamona e 400 g de calcário, misturar tudo e deixar curtir por 2 meses. O plantio deve ser feito a partir de novembro a dezembro.

 

CULTIVANDO: Fazer apenas podas de formação da copa e eliminar os galhos que nascerem na base do tronco, caso deseje que a arvore cresça ou caso prefira que produza uma copa arredondada, pode o broto terminal e faça podas para moldar a ramificação e galhos. Adubar com composto orgânico, pode ser 3 pás de cama de frango curtida + 30 gr de N-P-K 10-10-10 dobrando essa quantia a cada ano até o 4ª ano, depois adubar anualmente com a mesma quantia no inicio da primavera.

 

USOS: Frutifica em Janeiro a Agosto. As sementes ou castanhas que podem ser consumidas in-natura e tem sabor que lembra o coco. Ainda podem ser usadas para produzir um pó semelhante achocolatado. Para produzir tal especiaria é preciso colher as sementes, fazer um corte na semente, daí é só torrar numa panela ou no forno, depois de escurecer, bater no liquidificador e voltar novamente a massa triturada na panela até secar totalmente, depois voltar no liquidificador e por ultimo passar a farinha numa peneira fina para separar o pó da casca. Esse pó meio oleoso é um verdadeiro chocolate que pode ser misturado (1 colher de sopa) num copo de leite (quente ou gelado) adoçado a gosto, estando pronta uma bebida energética e muito saborosa. O pó ainda pode ser usado como ingrediente para bolos, bolachas, brigadeiro e outras iguarias. A Arvore é muito usada na Arborização urbana e para sombra.

 

SAIBA MAIS SOBRE A NOMENCLATURA, ORIGEM, HISTÓRIA, DESCRIÇÃO DA PLANTA, PRATICAS CULTURAIS, PROPRIEDADES MEDICINAIS E NUTRICIONAIS

COMPRANDO O LIVRO “COLECIONANDO FRUTAS”

 

Voltar para Frutas do mato ou Voltar para família das Malvaceae

 

.